seo – guia definitivo para conteúdo

Guia definitivo de SEO para conteúdo? é disso que este guia explica.

Se eu pudesse escolher apenas uma categoria para aprender dentro do ramo de SEO, seria com certeza, como criar conteúdo de SEO.

Isso porque é a peça  principal, você tem que acertar ou não vai classificar bem. E aqui está o que a maioria das pessoas não percebem, criar conteúdo de SEO eficaz é muito mais do que apenas colocar palavras-chave em uma página. É por isso que vou mostrar exatamente como criar conteúdo de SEO em um nível muito mais profundo nesse artigo.

O que é conteúdo SEO?

A maioria das pessoas pensa em conteúdo de blog quando ouve “conteúdo de SEO”. Esse é um equívoco comum. O conteúdo SEO se aplica a qualquer página que tenha como alvo uma frase de palavra-chave específica. Isso significa que o “conteúdo SEO” se aplica a páginas locais, páginas de categorias, páginas de produtos, postagens em blogs e muito mais. É importante para mim fazer essa distinção porque criar conteúdo de SEO eficaz nem sempre é sobre como escrever artigos de 2.000 palavras.

Mais falarei sobre isso mais tarde, mas por agora, deixe-me apresentar-lhe a minha regra 80/20.

A regra de conteúdo do 80/20

Acredito que 80% do seu conteúdo deve segmentar uma frase de palavra-chave específica e 20% do seu conteúdo deve ser criado como link ou compartilhamento de isca. A boa notícia é que esses dois tipos de conteúdo não precisam ser mutuamente exclusivos. Ou seja, você pode criar conteúdo segmentado por palavras-chave que também atua como isca de link .

O tópico da isca de link é complexo; Vou guardar isso no próximo post. Hoje, quero me concentrar em como criar um conteúdo segmentado por palavras-chave eficaz.

Vamos começar com uma visão de 30.000 Km.

O processo de conteúdo SEO

O processo de criação de conteúdo segmentado por palavras-chave eficaz pode ser dividido nas seguintes etapas:

  1. Encontre suas palavras-chave
  2. Qualifique suas palavras-chave
  3. Selecione uma palavra-chave (com base na análise do concorrente )
  4. Estabeleça sua estratégia de intenção de pesquisa
  5. Desenvolva sua estratégia de conteúdo
  6. Crie seu conteúdo
  7. Otimize seu conteúdo
  8. Publicar
  9. Repetir

Estes passos podem parecer básicos na superfície, mas muitas micro etapas e estratégias entram em cada uma delas. É disso que vou explicar neste guia.

Vamos começar com o passo # 1 do processo.

Encontre suas palavras-chave

Eu tenho vários vídeos com grande profundidade no assunto no meu canal do YouTube, então eu não vou me aprofundar nessa explicação. Veja este vídeo, que mostra as minhas formas favoritas de encontrar palavras-chave e ideias para conteúdo.

Eu recomendo construir um banco de dados de palavras-chave com pelo menos 100 palavras-chave, quanto mais é melhor. O ponto-chave é lembrar que isso nada mais é do que um banco de dados de palavras-chave aproximadas. Você NÃO terá como alvo todas as palavras-chave encontradas, pois algumas podem não ser qualificadas e algumas podem ser muito competitivas.

Com isso explicado, deixe-me mostrar como qualificar seu banco de dados de palavras-chave.

Qualifique suas palavras-chave

A ação mais importante que você pode tomar para criar conteúdo SEO eficaz é basear suas decisões em dados. Essa é a maneira mais previsível de obter resultados. Qualificar uma palavra-chave significa verificar se vale a pena ir atrás da palavra-chave. O que faz uma palavra-chave “valer” depois? Sinais do usuário. Eu pessoalmente uso cinco métodos diferentes para qualificar palavras-chave, e aqui estão elas:

1. Volume de Pesquisa

O volume de pesquisa do Google Keyword Planner é o método mais popular para qualificar palavras-chave.

É simples. O problema é que a maioria das pessoas pára por aqui. Eles tomam todas as decisões com base em quanto ou quão pouco volume de pesquisa uma palavra-chave recebe. Isso é um erro porque muitas palavras-chave podem não ter volume de pesquisa, mas podem ser qualificadas de outras maneiras.

2. Tendências

Recomendo que aproveite bem do Google Trends para ver como as suas palavras-chave estão a evoluir ao longo do tempo.

No mundo perfeito, você segmentaria somente palavras-chave com tendência ascendente. Isso nem sempre é possível. Também é importante observar que o Google Trends é uma ferramenta complementar ao seu processo de qualificação de palavras-chave.

3. Engajamento do usuário

Eu sei que é provavelmente irritante o quanto eu falo sobre isso, mas é muito valioso. Embora o volume de pesquisa seja um ótimo qualificador, o envolvimento do usuário é mais difundido.

Basta ir a qualquer fórum ou grupo do Facebook em seu nicho, Reddit ou a qualquer lugar que seu público potencial se reúna online. Descubra quais tópicos geram mais visualizações, comentários e engajamento. Esses sinais do usuário são pontos de qualificação. Por exemplo, digamos que você queira segmentar a palavra-chave “creatina monohidratada”. Você já deve ter estabelecido que tem volume de pesquisa, mas deseja se qualificar ainda mais. Basta copiar a frase-chave e aproveitar a função de pesquisa em qualquer site, como o Reddit.

Você também pode usar o Google para avaliar o engajamento do usuário em torno desses tópicos rapidamente usando uma string de pesquisa simples, como “site de creatina monoidratada: reddit.com”.

Análise a competição

Saber que uma palavra-chave tem interesse é fundamental, mas você também deve descobrir se o seu site é realmente capaz de classificá-la. Isso é o que uma análise concorrente ajudará você a realizar.

O primeiro passo é escolher 10 palavras-chave em potencial. Então, escolha um para começar sua análise.

Execute uma análise de 10 segundos

A análise de 10 segundos é a melhor maneira de priorizar uma lista de palavras-chave.

Veja o que você deve fazer:

  • Faça o download da barra de ferramentas da Moz
  • Vá para o Google e digite sua palavra-chave em potencial

Agora, você vai verificar os resultados rapidamente. Então, com uma palavra-chave você fará esse teste inicial.

Aqui estão bons sinais que você deve procurar:

  • Sites com baixa autoridade: qualquer classificação de página com DA ou PA inferior a 50 é um bom sinal.
  • Vídeos do YouTube: esse é outro bom sinal, pois as páginas do YouTube geralmente não são ricas em conteúdo.
  • Subdomínios: Web 2.0s como “https://econhecimento.wordpress.com” e “https://econhecimento.blogspot.com” são geralmente de baixa autoridade e fáceis de bater.
  • Tópicos do fórum ou do Yahoo: essas páginas podem ser ricas em conteúdo, mas as informações não são organizadas. Considero um bom sinal quando vejo esses resultados.
  • Comunicados de imprensa, artigos das páginas amarelas, etc: Todo o conteúdo Web geral do artigo ou o local sem otimização são um bom sinal.
  • Recursos limitados da SERP: Menos recursos da SERP significam mais taxa de cliques da SERP para você (na maioria dos casos).
  • Anúncios do Google AdWords : se os anunciantes estiverem dispostos a investir dinheiro em sua palavra-chave em potencial, você sabe que ela tem valor.

Bora ver os sinais ruins:

  • Super sites autoritativos: Se todas as páginas de ranking são autoritativas (DA ou PA 70 +), então é um mau sinal. Isso não quer dizer que você não pode bater sites autoritativos. É muito mais difícil e provavelmente levará mais tempo.
  • Recursos excessivos da SERP: conforme mencionei acima, sua CTR diminuirá se o Google estiver atendendo a muitos recursos da SERP. É possível que seu site entre nos recursos do SERP, mas não é tão previsível quanto os rankings tradicionais de pesquisa orgânica.

O que você faz se uma palavra-chave não passar nesse teste inicial? Não apague a palavra-chave da sua lista; Basta empurrá-lo para baixo na lista de prioridades, porque você poderia direcioná-lo no futuro, quando o seu site se tornar mais autoritário.

Esse processo ajudará você a priorizar rapidamente uma grande lista de palavras-chave. Agora, você precisa escolher uma palavra-chave que deseja segmentar e passar para a próxima etapa do processo.

Estabeleça sua estratégia de intenção de pesquisa

Você provavelmente está cansado de falar sobre isso neste momento, mas satisfazer a intenção de busca é fundamental para o seu sucesso em SEO. A boa notícia é que é fácil satisfazer a intenção de pesquisa.

Tudo o que você precisa fazer é analisar os resultados das classificações para a sua palavra-chave alvo.

Se a maioria dos resultados forem posts, você sabe que precisa criar uma postagem no blog. Se a maioria dos resultados são páginas de produtos, então você sabe que seria sensato tentar classificar uma página de produto.

Faz sentido? Deixe o Google mostrar o que está procurando. Modele os resultados do ranking e você será bom para analisar profundamente os dados. O principal objetivo aqui é procurar por sinais do usuário quando o volume de pesquisa não está presente.

4. Sinais Sociais

Embora nem todo tópico seja “digno de compartilhar” nas mídias sociais, ainda é um ótimo qualificador suplementar. Basta ir ao BuzzSumo, digitar sua palavra-chave (você pode ter que ir mais longe para obter uma análise melhor) e ver se ela tem sinais ou engajamento social.

5. Link Dignidade

Backlinks são uma das peças mais importantes do quebra-cabeça de SEO. É por isso que você precisa verificar se a sua palavra-chave é digna de link.

Ou seja, outros sites estão dispostos (e aptos) a se vincular ao seu conteúdo de SEO? Em uma situação ideal, você deve priorizar as palavras-chave comprovadas.

Então, como você descobre isso?

Vá para o semrush e insira sua palavra-chave alvo no Explorador de palavras-chave, role a tela para baixo e procure na seção “Backlinks”.

Se os concorrentes têm backlinks, então você sabe que é uma palavra-chave é digna de links. Para palavras-chave que NÃO são dignas de link, você precisa se concentrar em aumentar a autoridade geral do site. Isso é possível através do desenvolvimento de isco de link e outras táticas de aquisição de links não centradas no conteúdo, como postagens de convidados. por outro lado, se uma palavra-chave não parece ser digna de link, isso também significa que ela não é muito competitiva. Isso significa que você provavelmente não precisará de muitos backlinks para classificar.

Esse processo de qualificação restringirá sua lista de palavras-chave e ajudará você a priorizar quais terão o maior impacto. A próxima parte do processo para apertar ainda mais a lista envolve a análise dos concorrentes.

O principal argumento é que você precisa evitar seguir o conselho geral de escrever artigos de 2.000 palavras. O que importa é satisfazer a intenção de busca. Claro, mais conteúdo geralmente é uma boa ideia, mas isso não significa que precisa vir na forma de um post no blog, de repente o que você precisa é somente um vídeo com uma breve explicação. A próxima parte deste processo é desenvolver sua estratégia de conteúdo.

Desenvolva sua estratégia de conteúdo

Desenvolver uma estratégia inteligente é a parte mais importante desse processo.

Minha fórmula para vencer os concorrentes é simples: crie uma página substancialmente diferente e 10 vezes melhor do que a que está no ranking atual. A parte “diferente” dessa estratégia é crítica. Você perceberá que as páginas com boa classificação no Google seguem esses princípios.

É por isso que mostrarei várias maneiras de diferenciar seu conteúdo de seus concorrentes. No entanto, antes de entrarmos nisso, você deve ver o que está enfrentando. Você deve analisar seus concorrentes para ver quais são seus pontos fortes e fracos. Faça isso antes mesmo de pensar em criar seu próprio conteúdo, pois é muito mais fácil. Eu recomendo criar um documento do Google Doc ou Word para sua análise.

1. Mídia

Seus concorrentes estão usando imagens, vídeos ou áudio? Se não, estas são todas vantagens estratégicas para você. Faça o que eles não estão fazendo. Os artigos são fáceis de criar, mas criar outras formas de mídia é mais desafiador. Quanto mais desafiador algo é, menos provável as pessoas estão dispostas a fazê-lo.

2. Contagem de Palavras

Lembre-se de que a intenção de pesquisa satisfatória é a ação mais importante a ser tomada. No entanto, na maioria dos casos, uma boa contagem de palavras é uma boa ideia. Obtenha uma contagem média de palavras para seus cinco principais concorrentes e depois duplique. Essa será a sua contagem de palavras-alvo. Por exemplo, se o concorrente médio tiver 1.500 palavras em sua página, você deverá criar um recurso de conteúdo de 3.000 palavras.

3. Legibilidade

Você pode tornar seu conteúdo mais fácil de ler e digerir? Isso é obtido com cabeçalhos, parágrafos curtos, escrita eficiente e multimídia. Usuários da Internet são repelidos por blocos de texto. Outro ponto de legibilidade que você deseja analisar é a simplicidade do conteúdo. Seu conteúdo é escrito para uma pessoa comum ou está escrito como uma dissertação? Conteúdo simples e fácil de ler funciona melhor em todas as frentes.

Como a maior parte do seu público é “mediana” em qualquer setor, você precisa escrever para eles, não para os especialistas em seu setor. A única exceção é se o mercado-alvo for o especialista em seu campo.

4. Design do site / Leitores

Alguns sites enfocam a monetização em vez de leitores. Esta é sua vantagem. Os sites que apresentam bom desempenho na pesquisa orgânica geralmente são centrados no usuário e no conteúdo.

Você precisa lembrar que os pesquisadores estão acessando seu website porque estão procurando uma solução para um problema. É sua responsabilidade ajudá-los, não distraí-los de qual é o objetivo deles. Você terá a oportunidade de vendê-los se lhes der o valor que eles pediram.

Agora que você tem uma compreensão firme de sua concorrência, precisa descobrir como vai diferenciar seu conteúdo.

Como diferenciar seu conteúdo

A boa notícia é que é fácil diferenciar o conteúdo. Por quê?

É simples: sua experiência é única e diferente de todos os outros neste planeta. Ninguém andou um dia no seu lugar. Bom conteúdo é o produto da experiência da vida real.

Para colocar isso em perspectiva, as pessoas são atraídas para o meu conteúdo em econhecimento.com porque eu tenho experiência de vida real em SEO, e isso mostra na minha escrita, em meus vídeos e no meu dia a dia.

A experiência real é óbvia; você não pode fingir que sabe de algo, se não souber. O principal objetivo e a mentalidade que você precisa ter ao criar seu conteúdo que é:

1) Você é diferente e

2) Como sua experiência é única, apenas seja você mesmo.

Não tente emular outros influenciadores em sua indústria (você pode aprender com eles); sempre seja você mesmo porque isso automaticamente torna seu conteúdo diferente.

Agora que te expliquei tudo, aqui estão algumas maneiras práticas de tornar seu conteúdo diferente.

Use estudos de caso exclusivos

Estudos de caso e dados exclusivos são uma excelente maneira de aprofundar seu conteúdo. Existem duas maneiras de fazer isso. Primeiro, você pode criar seus estudos de caso, que é o melhor caminho. Como alternativa, você pode consultar estudos de caso ou dados existentes de recursos autoritativos. Cada método fortalecerá seu conteúdo e adicionará outro nível a ele. Estes recursos fornecem várias fontes de terceiros para encontrar dados exclusivos.

Se você quiser encontrar estudos de caso relevantes, vá até o Google e insira a seguinte sequência de pesquisa: “SEU estudo de caso do NICHO +” (exemplo: “SEO + estudo de caso”).

E se não houver estudos de caso em seu setor? Essa é uma oportunidade de ouro para você liderar o caminho! Estudos de caso andam de mãos dadas com o meu próximo método de diferenciação.

Injetar Histórias Relevantes

Histórias relevantes tornam o seu conteúdo relacionável e envolvente. Eles também são uma ferramenta poderosa para ensinar e persuadir. Eu sempre digo aos membros do nosso grupo no facebook que eles precisam construir um banco de dados de histórias. Isso significa sentar e debater sua experiência em seu setor. Se você está vivendo, então você tem histórias; você só precisa botar pra fora. E se você for novo em um setor e não tiver muitas histórias relevantes para compartilhar? Não se preocupe; uma história é uma história. Isso significa que você pode emprestar histórias que você ouve de amigos, clientes, concorrentes ou qualquer outra pessoa. Qualquer história relevante pode aprofundar seu conteúdo e torná-lo impactante.

Aproveite todos os tipos de mídia

Acredito que quanto mais tipos de mídia você adicionar ao seu conteúdo, melhor será. Todos digere conteúdo de forma diferente online. Algumas pessoas adoram artigos, enquanto outras gostam de vídeo ou áudio.

Você precisa atender a essas preferências.

Não só isso, mas torna o seu conteúdo mais profundo e único. A maioria das empresas não passa pelo esforço de gravar vídeos, criar áudio, etc. É fácil sentar-se atrás de um computador e escrever um artigo. É intimidante e logisticamente desafiador gravar vídeos e áudio de alta qualidade.

Não tenha medo, porque você pode ultrapassar seus concorrentes se usar diferentes tipos de mídia. É difícil inicialmente, mas fica mais fácil depois que você constrói um sistema.

Há um ponto enorme que quero enfatizar aqui:

TODO o conteúdo do seu site deve ser 100% exclusivo. Isso inclui imagens, vídeos, gráficos, etc. Isso adiciona níveis ao seu conteúdo e o torna substancialmente diferente de seus concorrentes.

Alguns tipos de mídia para usar em seu conteúdo incluem imagens, gráficos, diagramas, gráficos, vídeos, arquivos de áudio, GIFs e infográficos.

Agora você sabe o que precisa fazer para diferenciar seu conteúdo, mas como você o torna melhor que seus concorrentes? Na verdade, é muito mais simples do que você pensa. Se você quiser vencer seus concorrentes, basta fazer isso:

ADICIONAR MAIS VALOR!

Por exemplo, se seus concorrentes estão se classificando com artigos de 2.000 palavras, então você precisa 5x ou 10x de seu valor criando um recurso de 10.000 palavras ou 20.000 palavras. Se todos os resultados do ranking são ferramentas ou software, então você precisa criar uma ferramenta ou um software que seja 10 vezes mais valioso do que o ranking. Se todos os resultados de classificação forem páginas de produtos ou serviços, você precisará criar um produto ou serviço 10 vezes mais valioso. Você entendeu. Para ser melhor, você tem que ser mais valioso. É simples assim. Sempre se pergunte: O que posso fazer para enriquecer a vida de meus clientes em potencial e agregar o máximo de valor possível (considerando meu tempo e meus recursos existentes)? Agora que você sabe como tornar seu conteúdo diferente E melhor em um nível de 30.000 pés, deixe-me apresentar algumas táticas.

Método AIDA

Essa primeira tática é o que eu chamo de AIDA. Significa Atenção, Interesse, Desejo e Ação. Eu uso essa tática para 99,9% de todo o conteúdo que eu crio, e isso se aplica a postagens de blogs, páginas de vendas ou vídeos, postagens no Facebook ou literalmente qualquer conteúdo que eu crio online. O primeiro elemento do método AIDA é a Atenção. O objetivo do gancho é literalmente ligar um cliente em potencial (se você puder imaginar isso em sua mente) e puxá-lo para dentro. Se isso for feito da maneira correta, a perspectiva realmente consumirá seu conteúdo.

O elemento-chave de um gancho efetivo é o título. Lembre-se de que 80% dos usuários da internet clicam em títulos. É por isso que você tem que dedicar tempo para criar um e efetivo Título. Você também deve testar, melhorar e otimizar o título quando seu conteúdo estiver realmente ativo.

Eu tenho um artigo aqui no blog fala tudo sobre o AIDA, para ver, clique aqui.

Os métodos que mostrei até agora são as ações de alto impacto que manterão seus clientes em potencial envolvidos, mas aqui estão algumas outras micro táticas que você deve usar.

Escreva para um aluno da 8ª série

Eu sempre digo que você não deve criar seu conteúdo para especialistas. A maioria das pessoas dentro de um determinado setor é média. Isso significa que seu conteúdo deve ser fácil de ler e compreensível para a pessoa comum. Você não está escrevendo uma  dissertação. Aproveite a métrica de pontuação de leitura para que seu conteúdo seja mais fácil de entender. Eu tento escrever no 8º ano ou menos.

Lembre-se de que seu conteúdo não é sobre exibir seu conhecimento. Projete seu conteúdo para ajudar as pessoas a atingir uma meta ou resolver um problema. Ninguém se importa como você acha que é inteligente. As pessoas só estão preocupadas sobre como você vai ajudá-las. Simplifique problemas complexos e torne seu conteúdo fácil de entender.

Cuidados com gramática e ortografia

Faça o seu melhor para limpar sua gramática e ortografia. Você também pode contratar um editor se tiver o orçamento.

Use Parágrafos Curtos

Grandes blocos de texto não são lidos na Internet. Seus parágrafos não devem ter mais que 1-4 sentenças. Se você está tendo problemas para escrever parágrafos mais curtos, provavelmente precisará cortar a gordura da sua escrita ou simplificá-la.

Mantenha seu conteúdo acima da dobra

Manter seu conteúdo acima da dobra é particularmente importante para os visitantes da pesquisa orgânica. Isso é porque eles vieram ao seu site procurando uma solução para o problema deles, e você deve tentar dar a eles uma solução o mais rápido possível (sem que eles tenham que rolar). Qualquer coisa que empurre seu conteúdo para baixo da dobra é geralmente uma distração e não agrega valor ao seu leitor.

Use títulos que contam uma história

A maioria dos usuários da Internet verifica o conteúdo antes de se comprometer a lê-lo. É quando os títulos entram em jogo. Um leitor deve ser capaz de entender o conteúdo de seu conteúdo, apenas lendo seus títulos.

Use interrupções de padrão

Você tem que usar todas as ferramentas à sua disposição para manter seu leitor envolvido. Multimídia, marcadores, listas numeradas, citações de influenciadores (ou citações em geral), conteúdo fechado, questionários / pesquisas, etc., são todos métodos que você pode usar para quebrar seu conteúdo.

Elimine Distrações

A maioria dos sites está repleta de distrações que adicionam pouco ou nenhum valor ao usuário. Algumas dessas distrações incluem sua barra lateral, anúncios ou pop-ups irrelevantes. Respeite a atenção dos seus usuários. Dê a eles o que eles vieram ver. Evite qualquer coisa que tire o problema que está sendo resolvido.

Você tem que lembrar que a experiência que um usuário tem em seu site é o que faz ele ou ela voltar (ou não voltar). O pensamento de curto prazo e focado na conversão geralmente leva a uma experiência ruim. Permaneça no conteúdo e centrado no usuário, e a experiência do seu site começará a melhorar.

Agora que você conhece todas as estratégias e táticas que você pode usar para criar um conteúdo SEO eficaz, é hora de criá-lo.

Crie seu conteúdo

Eu recomendo que você crie um processo de produção de conteúdo mesmo se você for a única pessoa a criar. É importante estabelecer um sistema desde o início porque você poderá dimensionar mais rapidamente quando começar a adicionar novos membros à sua equipe. Aqui estão as posições necessárias para a produção efetiva de conteúdo:

  • Gerente de Projeto: Supervisiona o projeto e garante que todos saibam o que está acontecendo.
  • Estrategista de conteúdo: É o mentor por trás da estratégia de conteúdo.
  • Copywriter: O redator escreve o conteúdo.
  • Designer Gráfico: Projeta todos os gráficos personalizados para o conteúdo (lembre-se único é melhor!).
  • Especialista no assunto: É a pessoa que verifica a precisão das informações.

Você pode ocupar cada uma dessas posições no início de sua empresa e tudo bem.

Etapa 1: criar um resumo de conteúdo

Um resumo de conteúdo é uma visão geral do que você está tentando alcançar com o recurso de conteúdo. É também onde você deve criar estratégias.

Alguns pontos-chave a serem incluídos no resumo do conteúdo são:

  • Sua palavra-chave alvo
  • Contagem de palavras alvo
  • Fraquezas do concorrente (que você capitalizará)
  • Técnicas de diferenciação que você usará
  • Dados ou pesquisas que você usará
  • Um resumo de conteúdo ou qualquer coisa que possa ajudar o redator a fazer seu trabalho melhor

Etapa 2: Envie o resumo ao seu escritor

Etapa 3: atribua gráficos ao designer

Estágio 4: ter conteúdo de revisão especializada do assunto (escrita e gráficos)

Estágio 5: complete todas as revisões

Depois de passar por esses estágios, é hora de otimizar seu conteúdo.

Otimizar

Vou dedicar um guia inteiro para otimizar uma única página no seu site. A única coisa a ter em mente é que não importa o quanto você otimizar sua página se o seu conteúdo for lixo.

Concentre-se na qualidade do conteúdo e otimize-o. As ações mais importantes para otimizar uma página são:

  • Posicionamento por palavra-chave : sua palavra-chave deve estar no URL, na tag de título , na primeira sentença e em algumas vezes dentro do conteúdo.
  • Variações de palavras-chave: use os resultados sugeridos do Google para encontrar variações de palavras-chave para inserir em seu conteúdo e em títulos.
  • Velocidade de carregamento da página / facilidade de uso móvel: não são recursos. Sua página deve ser carregada rapidamente e deve ser otimizada para celular.
  • Links externos: conecte-se a fontes confiáveis ​​em seu nicho ou em geral (.edu, .gov, etc). Isso adiciona um nível de confiança ao seu conteúdo.

Lembre-se de que o processo de produção de conteúdo varia de acordo com o tipo de conteúdo. Por exemplo, criar um recurso baseado em texto requer um processo diferente do que criar um recurso de vídeo ou áudio.

Depois de otimizar seu conteúdo, você está pronto para publicar. É isso mesmo? Você apenas senta e assiste seu ranking subir?

Criar o ativo é apenas o primeiro estágio. Você precisa promover seus recursos de conteúdo. Vou guardar esse processo para outro post!

E ai, esse conteúdo te ajudou? você tem alguma ressalva ou dúvidas: Basta comentar abaixo que terei muito prazer em responder. Até mais.

Fique Atualizado, É 100% Gratis!

Gostou deste artigo? Cadastre-se para receber novos conteúdos em primeira mão!


* Anti-SPAM: Seus dados nunca serão vendidos nem repassados para terceiros.

Deixe um comentário